A Raízen, joint venture entre a Royal Dutch Shell e a Cosan, e que atua na área de distribuição de combustíveis e produção de açúcar e etanol, anunciou oferta pública de distribuição primária (IPO) de, inicialmente, 810.811.000 novas ações preferenciais, nominativas, escriturais e sem valor nominal de emissão da companhia. A empresa estima que o preço de subscrição por ação estará situado entre R$ 7,40 e R$ 9,60 (faixa indicativa).

O preço por ação será fixado após a conclusão do procedimento de coleta de intenções de investimento (bookbuilding), que termina no dia 3 de agosto, junto a investidores institucionais, a ser realizado no Brasil, pelos coordenadores da oferta, e no exterior, pelos agentes de colocação internacional. De acordo com a empresa, que atua na área de distribuição de combustíveis e produção de açúcar e etanol; o início da negociação das ações na B3 será em 5 de agosto. A empresa decidiu reduzir a oferta de R$ 12 bilhões para R$ 5 bilhões.

PLANNER: Cosan (CSAN3) – Abertura de capital da Raízen

Como já anunciado, a Raízen, joint venture entre a Cosan e a Shell na área de distribuição de combustíveis e produção de açúcar e etanol; protocolou o prospecto de sua oferta inicial de ações (IPO).

De acordo com notícia veiculada na mídia, “a Raízen busca um valuation de R$ 70 bilhões, no intervalo entre R$ 60 bilhões a R$ 80 bilhões de reais, dependendo da demanda. A oferta deve ser de R$ 6 bilhões, abaixo dos R$ 10 bilhões pretendidos inicialmente”.

Os recursos serão utilizados na expansão da produção e vendas de biocombustíveis; maior eficiência e produtividade, e na infraestrutura de armazenagem e logística para suportar o crescimento de volume de renováveis e açúcar. A operação deve acontecer agora em julho.

Cotada a R$ 26,39 (valor de mercado de R$ 46,2 bilhões) a ação CSAN3 registra alta de 41,0% este ano. Temos recomendação de COMPRA com Preço Justo de R$ 30,00/ação, equivalente a um potencial de alta de 13,7%.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.