A empresa informou que concluiu a descaracterização da barragem de rejeitos Fernandinho no Complexo Vargem Grande (Nova Lima – MG). Além disso, foram finalizou as obras de construção à jusante que serve às barragens Forquilhas I, II, III, IV e Grupo e está localizada entre os municípios de Itabirito e
Ouro Preto (MG) próximas da Mina Fábrica.

A conclusão destas obras é uma boa notícia para a Vale, reduzindo o risco em suas operações. Não se pode esquecer dos dois acidentes com barragens de rejeitos (Mariana em 2015 e Brumadinho em 2019), que levaram a enormes prejuízos humanos e materiais para a empresa.

A Vale está investindo pesado nas descaracterizações de suas barragens de contenção dos rejeitos da mineração. Ao final do 1T21, a empresa tinha um saldo de provisões para estas obras no valor de US$ 1.962 milhões, tendo gastado US$ 84 milhões durante o trimestre. Desde o acidente em Brumadinho, já foram gastos US$ 535 milhões neste tipo de trabalho.

Nossa recomendação para as ações da Vale é de Compra com Preço Justo de R$ 132,00 (potencial de alta em 14%). Em 2021, VALE3 subiu 41,0% e o Ibovespa teve uma valorização de 7,7%. A cotação da ação no último pregão (R$ 115,75) estava 2,0% abaixo da máxima alcançada nos últimos doze meses e 122,2% acima da mínima deste período.


OPORTUNIDADES EM UM SÓ LUGAR

Venha conhecer o Clube Acionista, a plataforma que reúne recomendações de mais de 60 especialistas de mercado em um só lugar. A facilidade de não precisar sair procurando por boa informação em diferentes canais. O cadastro é totalmente gratuito. Aproveite!

Você também pode acessar tudo sobre onde investir no Portal Acionista e gratuitamente pelo nosso canal do Telegram.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.